Rochas De Merengue

Rochas De Merengue

Rochas De Merengue 1

Os malandros do século XVII e os vendedores de elixir do século XIX conheciam o segredo. Logo em seguida, o são trapping seus aqueus, no curiosos escolas de negócios, onde chegam a bautizarlo como “tangibilizar”. Empreendedores, vigaristas e loucos sempre conheceram a arte de montar órgãos; tirar do nada, desnecessário, o fantasma, o destino que não existe: Barataria, Estado respectivo, Pacto Nacional pro Direito a Resolver.

Um caminho escuro falsamente fértil, certamente estéril, que enfrenta os nacionalistas -por torticeras vias que eles não podem sonhar – com a advertência de Guilherme de Occam, insuficiente companheiro de multiplicar espectros. Desolados por o que acharam no Palácio após os alegres tripartidos (uma caixa com teias de aranha, 4 ordenanças vasculhar as frestas dos sofales), os filhos de políticos e não-políticos de Pujol se desquiciaron. Sem pasta, não há presépio, lei de ferro.

Advino um estágio de bulimia financeira que fez com recessão de identidade e comportamentos de ludópatas ingresables. Como é sabido, dilapidaron o insuficiente crédito que lhe ficava à Catalunha, recorrendo ao saber patriótico e coroando um Everest de dívida (Hem fet o cim!).

As excêntricas agências de classificação nos humilharam-se, colocando a dívida catalã no serviço de cavaleiros de todos os bancos do Ocidente. À aplicação. Não demorou pra alcançá-lo, como o raio, a punição, em forma de video de Costa-Gavras: O Capital.

  • Nem ao menos restos ou sobras, de uma segunda vida para a comida
  • 31/ Isidoro Álvarez. Presidente do El Corte Inglês
  • dois Conquista e desenvolvimento urbanista 5.2.1 Colonização pelos franciscanos
  • 3 Período colonial
  • 1 Salas de cinema
  • 1 Sistemas inventada

Entretanto tudo isto a nós não nos tratou nada. O episódio é que o financiamento do meu orgulho terra catalã, começando na honrada folha de pagamento, tem vindo a necessitar da generosidade e eficiência O cruel. Tinha que inventar algo. E vá se concebeu.

Para começar, você planejou-se o correto a decidir, constructo muito catalão, projetado para parecer uma carga profunda de significado e de justiça, no momento em que, na verdade, não significa nada. Diria que não existe uma maneira pura no universo das idéias, onde os platônicos constatam: Olha, aí está o Certo a Resolver. Planejou-Se o Método, máquina do movimento moral contínuo, que progride com a sua menção. Pronunciar a voz “processo” ergue o falecido e o põe a dançar.