Quando O Presidente Termina O Seu Mandato

Quando O Presidente Termina O Seu Mandato

Quando O Presidente Termina O Seu Mandato 1

A faixa presidencial é uma banda de tela conduzida por diversos presidentes do mundo. Em geral são utilizados pela América Latina, África e alguns países da Europa e Ásia. A banda é um símbolo da autoridade e continuação presidencial, e só é usada pelo presidente no cargo.

Quando o presidente termina o seu mandato, a entrega da faixa presidencial ao seu subcessor, como divisão da solenidade de troca de comando. Na américa Latina, a fazem uso os presidentes de todas as Repúblicas, especialmente em seus retratos oficiais. Na américa Latina, a maioria dos presidentes das recentes repúblicas adotaram bandas presidenciais como símbolo distintivo. Estes símbolos são mantidas até hoje. Geralmente as bandas presidenciais são coloridas, com tons que formam a bandeira nacional. Costumam refugiar-se no ombro justo. O escudo nacional assim como costuma ser incluído no projeto. Terminam com um laço ou nó pela extremidade oposta.

A faixa presidencial, que contém as cores nacionais de seus respectivos países, costuma ser utilizada pelos presidentes nas cerimônias de investidura e desfiles militares. Os governantes dos países da américa Latina assim como usaram faixas presidenciais. A Faixa Presidencial do Brasil foi montado em 1910, ante a presidência de Hermes da Fonseca. No Chile, a faixa presidencial foi criada por Bernardo O’Higgins, pois deixou de ser ocupado e utilizado outra vez em 1831 com o governo conservador de José Joaquín Prieto. No Equador, a faixa presidencial é o principal símbolo da Presidência da República. Ele usa-o Presidente do Equador, como símbolo de sua dignidade, pela cerimônia de tua posse, em tuas mensagens à Assembleia Nacional e em cerimônias militares.

Consiste numa Faixa de veludo, bordada à mão, com fios de ouro que se elabora com as cores da Bandeira do Equador. No centro parece um escudo nacional. Porém, a sua principal detalhe é o lema “Meu Poder na Constituição”, escrito durante a Faixa, que não têm novas bandas da localidade.

O presidente do Equador, Gabriel García Moreno, retratou-se com uma banda que tinha bordados dourados nas arestas. Depois do teu assassinato, a banda celeste foi colocada no seu cadáver embalsamado, que vestido com uniforme de general-em-chefe presidiu seus próprios funerais, em sete de agosto de 1875, na Catedral Metropolitana de Quito. A Faixa Presidencial do Salvador de El foi desenvolvido em 1858, sob o comando do general Gerardo Barrios, a banda só se poderá utilizar para o presidente no cargo por cinco anos.

No México, o presidente da República usa a faixa presidencial ao longo da cerimônia que comemora o Grito de Dolores, a cada dezesseis de setembro, no Palácio Nacional do México. É usado também pela cerimónia da tua investidura e pela exposição de cartas credenciais.

  • Visita de Macri a China
  • Esquivel, Glória (1996). História do México. Oxford: Harla
  • Direitos e liberdades do homem e do cidadão
  • 30 de setembro: Encerramento da Assembléia Nacional Constituinte.[31]

Ao assumir o poder, o ex-presidente do Paraguai, Fernando Lugo, pediu às freiras de um convento pela cidade equatoriana de Guaranda que elaborarão sua faixa presidencial. No Uruguai, a faixa presidencial foi utilizada na primeira vez pelo Presidente Constitucional Geral Máximo Santos, em 1882. A constituição da banda é atribuída ao Sr. Túlio Freire, integrante do governo.

Na França, os presidentes da República usaram pra seus retratos oficiais da banda de cor vermelha da Legião de Honra. O costume foi abandonada no começo dos anos 1980. O ex-presidente da França, François Hollande, não usou nenhuma banda. Mauricio Macri da Argentina. Evo Morales da Bolívia. Sebastián Piñera, do Chile. Óscar Arias, da Costa Rica. Lenín Moreno do Equador. O texto diz “o MEU PODER Na CONSTITUIÇÃO”.

Bosch (DRC): “informam-Nos de que o senhor Baldoví está pequeno. Quadra, a Rajoy: “Lições de você, não”. Conclui a intervenção de Rajoy. Turno novamente para os porta-vozes do Grupo Misto. Rajoy: “estão superando os grandes problemas que encontramos em Astúrias”. Rajoy: “Onde há uma saúde pública, como a que existe por esse nação? Algo afirmativo, haverá em Portugal”.