Por Que O Anel É Usado No Dedo Anular?

Por Que O Anel É Usado No Dedo Anular?

Por Que O Anel É Usado No Dedo Anular? 1

O quarto dedo da mão esquerda tem sido conhecida por gerações como “o dedo do anel”, por causa de é nesse dedo, onde é inserido o anel de noivado e a aliança ou anel de casamento. A tradição manda que esses anéis são capazes de ser feitas de ouro, prata ou platina, costumam ser lisos e às vezes levam uma lenda gravada na parcela interna. Contudo, a razão pela qual é conhecido assim sendo se encontra em muitas histórias. Primeira história. Uma das filosofias que deram origem a este hábito está pela China.

nesta os dedos polegares representam a família, os índices para os irmãos, os meios a si mesmo, os anulares, o casal e o mindinho pros filhos. Segunda história. Uma versão menos romântica vem da Roma antiga, onde as pessoas costumavam trocar alianças pra fechar um negócio. Como a maior quantidade dos casamentos eram por conveniência, esse anel era um sinal de compromisso. Em muitas religiões não é exigido o exercício do anel, ou se pede que se suave em um dedo distinto. Quais dessas histórias de imediato sabias? Você precisa olhar isto! O que é a mandala e em que consiste?

Na Primeira Epístola aos Coríntios, Paulo de Tarso diz sobre os “irmãos do Senhor” (um Coríntios). Na Epístola aos Gálatas, bem como obra de Paulo de Tarso, menciona-se a Tiago, “o irmão do Senhor” (Gálatas). No grego clássico, como agora foi dito, a palavra ἀδελφός tem o mesmo significado que o português “irmão”.

Em grego koiné, língua em que foi escrito o Novo Testamento, o termo podia ter um significado mais espaçoso. Não obstante, no Novo Testamento, o termo é usado em significado literal, só com o sentido de “irmão” ou “meio-irmão”. Também é utilizado em várias ocasiões no sentido figurado.

No significado literal, é usada pra fazer fonte a um irmão consanguíneo, carnal —os dois progenitores em comum— ou meio —irmão, um só progenitor em comum—. Parece claro, dado o fato das alusões aos irmãos de Jesus, mencionados acima, que o significado figurado pode ser excluída nesse lugar. Estudiosos do tema têm afirmado que nem ao menos uma só das aparições do termo no Novo Testamento —do texto que provêm as principais referências aos irmãos de Jesus— tem o motivo inequívoco de “primo” ou “parente”.

  • o Que se joga Brasil no G-20
  • três Investigação do ministério público especial os Estados unidos de 2017
  • quatro Carreira musical 4.Um Primeiros anos
  • As festas do Aplec do Caragol de Lérida, desde 1998
  • #oito juanito692
  • três Oração dos fiéis
  • 2pac 19:Quarenta e quatro 26 ago 2007 (CEST)

foi gerado, mas, uma exceção: em João sinaliza que estavam próximo à cruz de Jesus tua mãe e a irmã de sua mãe, Maria de Cleofas”. Os exegetas têm chamado a atenção para o caso de que não é provável que essas duas mulheres fossem de fato irmãs, já que levam o mesmo nome.

A passagem se presta a diferentes interpretações. Em hebraico e aramaico não existe uma expressão com o sentido preciso da palavra “primo”, pelo qual o conceito se expressa recorrendo a circunloquios. No hebraico do Antigo Testamento, a frase אח (‘ah, ‘irmão’) é usado em novas passagens, no sentido de “primo” ou “sobrinho”. Em Gênesis Abrám (Abraão), alegou a Lot: “nós somos irmãos” (Gênesis), quando na verdade se tratava de seu sobrinho. São, porém, casos muito excepcionais, em que o tema resolve a ambiguidade.

Em concreto, há apenas um caso na Bíblia hebraica em que o termo tem o sentido de “primo”: trata-se de um Crônicas: “esses foram Filhos de: Eleazar e Quis. Eleazar morreu sem ter filhos; só teve filhas, pra que os filhos de Quis, seus irmãos, tomaram por mulheres”; aqui são primos dos que se casam, contudo são chamados de “irmãos”. Quando foi feita a tradução pro grego do Antigo Testamento, a chamada Bíblia dos Setenta (séculos III-I a. אח pelo grego ἀδελφός.

Por esse fundamento, a frase é usada, na ocasião, no mínimo, com o sentido de “primo” no Antigo Testamento. Na data de Jesus, o hebraico não era uma língua dita, no entanto apenas de religião e de cultura. A língua mais usada era o aramaico, uma língua semítica: assim como em aramaico, a frase “irmão” (aha) podes ser usado com o significado de “primo” ou “sobrinho”.

Alguns autores têm apresentado que poderia possuir uma ação semítica no emprego do termo ἀδελφός no Novo Testamento, em razão de Jesus pregou, provavelmente em aramaico, e é possível que seus primeiros seguidores escrever pela mesma língua. Mas, a extenso maioria dos textos do Novo Testamento —mas todos— foram escritos originalmente em grego e não seriam uma tradução do aramaico.