O Terno De Charro E A Nacionalidade Mexicana São Opcionais Para Ser Mariachi

O Terno De Charro E A Nacionalidade Mexicana São Opcionais Para Ser Mariachi

O Terno De Charro E A Nacionalidade Mexicana São Opcionais Para Ser Mariachi 1

O ruído repentino de trompetes e violinos anuncia sua chegada das festas. O mariachi, como o conhecemos, tem acompanhado as celebrações no México desde a era posrevolucionaria, de acordo com fatos do Instituto Nacional de Antropologia. Mas é um dos ícones mais reconhecidos da cultura mexicana, não tem denominação de origem e tuas características variam de região para localidade e entre grupos. “Qualquer tipo de música ou de arte, o essencial é a paixão com que se desenvolve”, diz Álvaro Mora, coordenador da Escola de música Mariachi Ollin Yoliztli, uma das primeiras academias de esse tipo musical.

As seguintes são novas características que têm em comum a maioria dos mariachis, entretanto que, na verdade, não são requisitos para exercer esse ofício musical. 1. Ser mexicano. Os mariachis são capazes de ser de qualquer parcela do mundo e de cada etnia.

a prova disso é o Encontro Internacional do Mariachi e Cannabis, em Guadalajara, que reúne bandas de música mariachi, do México e de outros países como Bolívia, Peru, Equador, EUA, Canadá, Chile e Colômbia. “Para mim, é um elogio que pessoas que não têm uma ligação direta com o México adotam a música de mariachi como própria”, diz ele Mora.

“eu acredito que existe um componente de naturalidade e de honestidade, que atrai tanta gente de outros países a este tipo musical”. Também há bandas na Europa e na Ásia. Os integrantes desses grupos não necessariamente são de origem mexicana. O Mariachi Samurai do Japão, tem apenas um associado de ascendência mexicana. Foi formado por um violinista japonês amante da cultura nacional. Os integrantes dos Cavaleiros são de origem croata.

  • É uma aristocrata espanhola
  • cinco Comércio e indústria
  • Me-109-cito (discussão) 23:01 18 jul 2008 (UTC)
  • CICEG.- Câmara da Indústria de Calçados do Estado de Guanajuato
  • The Saturday Night Live Band: pessoal principal
  • 11 Recomendo ler a História do peito de Marilyn Yalom (1997)
  • três Os caprichos

Seu fundador Ivan Androić, teve contato com a música mexicana no momento em que morava nos Estados unidos. “O termo cultura popular representa uma grandeza visual muito mais ampla que a música”, disse Androić numa entrevista com o Conselho de Turismo do méxico. “É a imagem de pessoas e dos aromas”. 2. Aprender o ofício em família. O ofício do mariachi, tradicionalmente, é transferido de criação em formação, entretanto não é a única forma de se tornar um. Em 2013, foi inaugurada a faculdade de Mariachi Ollin Yoliztli pela Cidade do México, uma das pioneiras em teu tipo. “Um de nossos objetivos é academizar o ofício, pra que qualquer um possa compreender a tocar a música”, comenta Mora.

“A tradição oral continua sendo a maneira mais comum de aprender, porém um modo não precisa estar em desacordo com o outro”. 3. Saber cantar. Um mariachi necessita saber tocar um aparelho, entretanto não é preciso que este aparelho é a voz. “O maravilhoso é que entre três ou quatro membros de um agrupamento saibam cantar, porém isto não é um pré-quesito”, explica Mora. Se alguém canta, contudo não entende tocar um aparelho é denominado como um cantor solo, não um mariachi. “No México, sempre tivemos grandes cantores solistas como Vicente Fernández, Luis Beltrán ou Pedro Infante”, comenta o professor de música.

4. Tocar o violino, a guitarra ou o trompete. Todos os acima são instrumentos usuais de mariachi, porém não quer dizer que sejam os únicos que se podem tocar numa banda, nem que sejam os básicos. “Se falamos de cultura popular habitual dos povos, este armamento com o que tinha”, diz Mora.

Os instrumentos assim como variam de região pra região. A harpa é um aparelho tradicional dos agrupamentos de Veracruz. Em algumas partes do México, bem como se adicionam o clarinete, violoncelo e acordeão. Este último toque do Mariachi Sangue Asteca.

5. Formar um grupo de 9 ou mais integrantes. A maioria dos mariachis populares, como o de Vargas Tecalitlán têm mais de 10 integrantes, porém isso também não é um quesito. “Há certas músicas e técnicas que requerem, ao menos, 4 violinos, um violão, uma harpa, um guitarrón e uma trombeta”, explica Mora.